Alimentos que ajudam a driblar a fome

Alimentos que ajudam a driblar a fome

jul 20

Inclua em suas refeições, alimentos que saciam a fome. Trouxemos alguns deles e ótimas dicas para você:

Abacaxi

Rico em fibras, o abacaxi mantém o estômago ocupado na digestão por mais tempo, segurando a fome. Também tem várias vitaminas e minerais importantes para o equilíbrio geral do organismo. Um corpo saudável corre menos risco de cair na armadilha da gula.


Dica: comer uma fatia de abacaxi no café da manhã, deixa sem fome até a hora do almoço.

Aveia

As fibras da aveia se expandem no estômago. Depois, são transformadas numa espécie de gel resistente à digestão, prolongando a saciedade.

Dica: Mingau de aveia faz esquecer a comida no resto do dia. Se preferir, polvilhe o cereal nas frutas ou no iogurte.


Pão integral

Além de deixar você satisfeito com menos comida – por causa das fibras dos grãos – pães e massas integrais têm o poder de manter os níveis de açúcar no sangue mais equilibrados, evitando que a fome volte logo.

Dica: o pão integral estica muito mais a sensação de saciedade do que o pão branco.

Ovo

O ovo é fonte de proteína – nutriente que tem uma estrutura molecular complexa, exigindo uma digestão lenta. Por isso, deixa você sem fome por um bom tempo.

Dica: comer ovo de manhã é batata: a fome fica menor nas outras refeições!


Queijo branco

Como o ovo, o queijo tem proteína e, por isso, sacia bem a fome.

Dica: comendo queijo branco no café da manhã, a fome fica menor na hora do almoço.


Fonte: BoaForma

Termogênicos para emagrecimento

Termogênicos para emagrecimento

jul 13

Antes de qualquer coisa, é muito importante sabermos: o que são termogênicos?

Praticantes de atividade física utilizam essas substâncias com o intuito de perder peso. Esse processo ocorre através da termogênese (aumento da temperatura do corpo) e efeitos de aceleração do metabolismo, por compostos como a cafeína.

Ao aumentar a temperatura do corpo, é causada uma aceleração na taxa do metabolismo, ajudando na queima de gordura corporal. Segundo alguns estudos, termogênicos podem manter o metabolismo acelerado mesmo em repouso, permitindo um maior gasto energético durante o dia. Mas atenção: toda substância termogênica deve ser consumida juntamente de uma dieta balanceada feita por um nutricionista.

A maneira certa de correr

A maneira certa de correr

jul 05

Quando você corre, não é somente seu pé que trabalha, e sim, o corpo todo! É fundamental estar na postura
correta. Caso contrário, o rendimento cai, você cansa mais, podem ocorrer dores e riscos de contusões.

Vamos entrar na linha? Trouxemos algumas dicas para acertar na postura e correr da maneira certa!

Braços
“Os cotovelos devem estar flexionados formando um ângulo de 90 graus, com o punho relaxado, a fim de ajudar no equilíbrio e na impulsão do corpo para a frente”, explica Sidney Schapiro, ortopedista especializado em traumatologia do esporte.

Costas
Devem estar em alinhamento perfeito com o pescoço (relaxado, olhando para a frente), os ombros (abertos e soltos) e os quadris (encaixados). “O tronco pode estar levemente inclinado para a frente quando o objetivo é ganhar velocidade”,  acrescenta Clarice Penna Firme.

Abdômen
Nem completamente relaxado, de maneira a entortar as costas, nem totalmente contraído, porque aí o corpo fica tenso e o movimento prejudicado. “A barriga levemente contraída ajuda a endireitar a região lombar e a esticar as costas, tornando o movimento mais eficiente”, diz Clarice.

Joelhos
Cada vez que a perna é lançada para trás, dobre os joelhos. “Assim, você compensa a sobrecarga que a articulação sofre a cada contato com o chão e previne traumas por esforço repetitivo”, orienta a personal trainer Simone Diniz.

Pés
“A cada passada, o certo é tocar o solo primeiro com o calcanhar, transferir o peso para a planta do pé e, então, para os dedos, dando impulso para o passo seguinte”, descreve Moisés Cohen, diretor do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte, em São Paulo.

fonte: http://boaforma.abril.com.br/fitness/atividades-aerobicas/jeito-certo-correr-533049.shtml

Suplementos Pós-treino

Suplementos Pós-treino

mar 28

Devido ao desgaste excessivo durante os exercícios de musculação, o uso de suplementos pós-treino adequadamente é fundamental para que os resultados esperados sejam alcançados. Portanto, falando em massa muscular, a alimentação baseia-se em alguns pontos básicos para a reconstrução e desenvolvimento dos músculos.

Assim, muito se fala na ingestão de Whey Protein, Maltodextrina/Dextrose e BCAA. Todos esses suplementos combinados em um shake pós-treino serão essenciais para o seu corpo que clama por nutrientes.

A lógica é bastante simples, depois de inúmeras repetições, nossos músculos sofrem pequenas lesões. Dessa forma, enquanto descansam, fazem a reconstrução e fortificação necessária para que não sofram novamente, ou seja, ficam mais resistentes. É nessa hora que eles precisam dos suplementos para realizar todo o processo.

Então, seguem algumas dicas de suplementos pós-treino para que seu corpo tenha tudo que necessita:

Whey Protein é fundamental em seu shake pós-treino, os músculos precisam de proteína para a reconstrução.

Maltodextrina ou Dextrose, ambas repõem as reservas de glicogênio e são vitais para o transporte rápido da proteína até o músculo.

BCAA também auxilia na melhora do aproveitamento da proteína, ou seja, ideal para quem quer resultados rápidos e consistentes.

Antioxidantes podem ser de grande valia, pois diminuem o stress muscular e reduzem a ação de radicais livres.

L-Glutamina, suplemento que também maximiza o aproveitamento da proteína ingerida, ampliando os resultados.

É importante ressaltar que essa suplementação pós-treino quando feita na forma líquida é absorvida mais rapidamente pelo organismo, algo vantajoso para um corpo que precisa de todos esses nutrientes rapidamente. Outro ponto essencial é a ingestão constante de água para que seus músculos permaneçam hidratados.

É isso, prepare sua alimentação pós-treino, tome bastante água e veja os resultados!

Aumentar resistência física

Aumentar resistência física

mar 01

Diferente do que muitos imaginam, resistência não está necessariamente ligada à força. Uma pessoa pode ser forte ao erguer um peso de 50 kg e logo colocá-lo no chão, mas não permanece com um peso de 25 kg por muito tempo em seus braços. Nesse caso, temos mais força e menos resistência. Dessa forma, invertendo a situação teríamos um exemplo de maior resistência e menos força.

O fato é que muitos praticantes de atividades físicas (principalmente as aeróbicas) buscam constantemente aumentar a resistência física e, por consequência, melhorar seu desempenho nessas atividades.

É claro que esse aumento pode acontecer de forma gradativa e apenas com a prática dos exercícios. No entanto, alguns suplementos alimentares podem auxiliar no aumento da resistência física. Eles agem como fontes de energia, podem adiar a fadiga e etc.

Elaboramos uma lista com os principais tipos de suplementos alimentares que são utilizados nesse aumento de resistência física para que você veja qual se adéqua melhor ao seu objetivo:

Maltodextrina: Carboidrato complexo que fornece energia ao longo da prática de exercícios de forma gradativa, retardando o cansaço.

NO2 ou Óxido Nítrico: Suplemento que visa adiar a fadiga e melhorar a resistência.

Energéticos: São fundamentais na reposição de energias e manutenção da disposição durante a prática esportiva.

Dextrose: Resumindo, é uma excelente fonte de glicose para que você reponha rapidamente suas reservas no organismo.

Ribose: Estimula a produção de energia imediata para que os músculos permaneçam em desenvolvimento otimizado. Ideal para uso em práticas de exercícios anaeróbicos (musculação).

Esperamos que as dicas ajudem e que você consiga aumentar sua resistência física rapidamente!

Whey protein, massa muscular, como tomar

Whey protein, massa muscular, como tomar

fev 21

Muito se fala sobre a famosa whey protein sua relação com a massa muscular e, assim, facilmente surgem as dúvidas da maneira adequada para se tomar esse suplemento. O fato é que whey protein é uma fonte extremamente rica em proteínas e um dos suplementos mais consumidos mundialmente com o objetivo de ganho de massa muscular.

O primeiro ponto importante a se saber é que a whey protein é extraída do soro do leite. Sendo assim, possui altíssimo valor biológico, é de rápida absorção, retém nitrogênio (favorecendo o crescimento muscular) e é acompanhada de uma série de nutrientes que auxiliam – diga-se muito – no ganho de massa muscular (glutamina, BCAA, aminoácidos e etc.).

Sabendo a origem e, assim, seus benefícios, podemos falar agora sobre como tomar a whey protein para ganho de massa muscular. É de se confessar que este é um assunto bastante divergente e que, então, o mais indicado seria procurar um nutricionista especializado na área esportiva. Ele, sem dúvidas, poderá receitar a melhor whey protein e a maneira mais adequada para você tomar o suplemento e, dessa forma, maximizar os seus ganhos de massa muscular nos exercícios.

Porém, também é possível listar algumas orientações básicas no consumo da whey protein para ganho de massa muscular:

— Para hipertrofia, recomenda-se a ingestão de whey protein no pós-treino. Juntamente com a dextrose ou malto dextrina para que essa proteína seja mais facilmente transportada para as áreas de construção muscular.

— Logo ao acordar. Esta prática é recomendada  visto que ficamos um longo período sem comer e precisamos repor essas substâncias.

Enfim, a whey protein é, sem dúvidas, um suplemento alimentar consagrado entre os atletas para ganho de massa muscular. O importante é sempre lembrar que suplementos não substituem a alimentação normal e que todo e qualquer exagero nunca é bem vindo.

Obs.: Não recomendaremos quantidades exatas para a ingestão deste produto por acreditarmos que, neste caso, características físicas pessoais interfiram na dosagem de proteína.

Suplemento alimentar?

Suplemento alimentar?

fev 16

Nada mais justo que começar falando sobre o que é e para o que serve de um modo geral os chamados “suplementos alimentares”. Eles nada mais são que fórmulas com diversas substâncias (proteínas, vitaminas, aminoácidos e etc.) — desenvolvidas em laboratórios com a mais alta tecnologia — que visam complementar a dieta comum.

Assim, atletas e praticantes de atividades físicas buscam suplementos alimentares específicos para suas necessidades, sempre focados em seus objetivos. Alguns procuram para ganho de massa muscular, outros para perda de peso e assim vai.

O importante é saber que suplementos não substituem a alimentação normal, ele é um complemento. Quando usado adequadamente, traz resultados significativos na performance de atividades físicas.

Entre os suplementos alimentares mais famosos temos os hiperprotéicos, os aminoácidos, os vitamínicos, os hipercalóricos, os repositores energéticos e etc.